segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Mãe Potiguar (poesia)

as poticunhãtaí. óleo sobre tela. serrão

Tu és a linda princesa nordestina
Sobre a margem do velho Potengi;
Os cantares do povo deixam em ti
A cultura com roupas tão divinas.


Os pintores em telas tão grã-finas
Mostram a alma dum povo a florir,
Pelo tom dum pincel que faz surgir
Os costumes de forma cristalina.


Foi outrora habitada por guerreiros,
Os caciques, pajés e feiticeiros,
Filhos nobres das terras potiguares.


Teu sorriso deságua no atlântico;
E "Praeira" enfeita o teu cântico,
Ofertando a canção aos grandes mares.

Gilmar Leite ( poeta e professor)

Nenhum comentário: